Soluções sustentáveis contra a seca e degradação de pastagens

31/07/2018

Os pecuaristas José Paulo Matias, da Fazenda Canaã, e Antônia Luiza de Oliveira, da Fazenda Tamboril, tinham prejuízos com a mortandade de animais temporada após temporada de seca e achavam que a solução era se acostumar com o fato como um ônus de produzir no cerrado – até o dia em que foram convidados a participar do Projeto ABC Cerrado, criado pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e desenvolvido no Estado pelo SENAR MINAS.

Os dois produtores de Arinos (MG) receberam assistência técnica para recuperação das pastagens, o que impactou em toda a produção das fazendas. Atualmente, depois de quase dois anos de trabalho, ambos comemoram: reverteram a morte de animais na seca, têm a pastagem formada e ainda conseguiram produzir silagem suficiente para aguentar o período de estiagem, e até vender o excedente. E tudo dentro do enfoque da produção sustentável e a um custo menor do que alugar pastagens e lidar com a perda de gado.

Satisfação

Segundo o técnico Marcílio Alisson Fonseca de Almeida, profissional do projeto que trabalhou com os dois produtores, o objetivo do ABC Cerrado é trabalhar estratégias para a seca que não onerem o produtor. A expectativa é o produtor começar pela recuperação da pastagem degradada e “caminhar” pelas outras três tecnologias oferecidas: plantio direto – para proteger a área; integração lavoura-pecuária-floresta – para otimizar a produção; e florestas plantadas – para fechar o ciclo tecnológico.

Os números do projeto em Minas são animadores e as perspectivas, promissoras. Segundo Caio Sérgio Oliveira, analista técnico do SENAR MINAS e coordenador do projeto no Estado, quando os trabalhos começaram, mais de 90% dos produtores participantes tinham alguma situação de degradação em suas pastagens. Hoje, o cenário está gradativamente se revertendo, com um feedback de muita satisfação dos produtores. Até agora, foram formadas 65 turmas de capacitação técnica e mais de 700 produtores treinados.

Foco na sustentabilidade

O ABC Cerrado, assim como outros projetos de assistência técnica do SENAR MINAS, são baseados em cinco pilares: técnico, gestão, ambiental, profissional e de sucessão familiar. Neste contexto, o projeto está trabalhando em 293 propriedades que desenvolvem a atividade da pecuária de leite e corte, promovendo o levantamento de dados e informações sobre a sustentabilidade das propriedades. “Nesta etapa do projeto estamos trabalhando a questão ambiental das propriedades assistidas. Os técnicos de campo foram treinados e capacitados para fazerem um diagnóstico completo, levantando informações para determinar o índice de sustentabilidade de cada propriedade e promover ações de melhoria contínua para alcançar uma produção mais rentável e sustentável”, esclarece Caio Oliveira.

Projeto ABC Cerrado traduzido em números:

·         Turmas formadas para capacitação: 65

·         Produtores capacitados: 715

·         Tecnologia mais demandada: Recuperação de Pastagens Degradadas

·         Dias de Campo: 11 eventos

·         Produtores presentes nos Dias de Campo: 1.202

·         Média de hectares recuperados por propriedade assistida: 47 hectares

·         Investimento médio feito pelo produtor: R$ 1.127,00 / ha

·         Aproximadamente 15.000 hectares recuperados pelo projeto em Minas

·         70 a 75% dos produtores assistidos adotam práticas de conservação de solo e água

·         88,3% dos produtores assistidos tiveram evolução significativa na atividade desenvolvida na propriedade

Outros indicadores gerais do projeto: Aumento no índice reprodutivo dos rebanhos, aumento na quantidade de leite produzido, aumento da rentabilidade do produtor, mudança da tecnologia empregada na propriedade.

Assessoria de Comunicação Sistema Faemg