Senar/SC forma primeira turma do Curso Técnico em Agronegócio em Braço do Norte

07/08/2018

Após dois anos, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), conclui a primeira turma do Curso Técnico em Agronegócio da rede e-Tec em Braço do Norte. Ao todo 27 alunos se formarão no dia 25 de agosto, às 19h30, no Salão Paroquial de Braço do Norte. O curso, que teve 80% da carga horária a distância e 20% presencial, capacitou os profissionais para desenvolver atividades de gestão do agronegócio em diferentes funções em empresas comerciais, estabelecimentos agroindustriais, assistência técnica e também extensão rural e pesquisa.

Diego Bianco Böger, de 28 anos, é um dos formandos. Filho de produtores rurais, encontrou no Curso Técnico o que procurava para aperfeiçoar seus conhecimentos. Segundo ele, a grade curricular e as ementas são completas e, devido ao fato de ser a distância, possibilita a prática dos conhecimentos adquiridos no intervalo entre as aulas. “Nas disciplinas práticas vivenciamos ainda mais a realidade do agronegócio, visualizando de perto como as coisas funcionam”, observa.

O jovem relata que, a partir do curso, passou a visualizar o setor de forma diferente, enxergando novos horizontes e buscando cada vez melhorar mais na atividade. Diego apresentou recentemente o Trabalho de Conclusão de Curso no qual demostrou os conhecimentos adquiridos. O TCC teve como foco um protótipo de automação para melhoramento da produção de hidropônicos com arduino.

O protótipo efetua a leitura de grandezas do ambiente de produção de hidropônicos e as disponibiliza para visualização no smartphone. “Como sempre gostei de tecnologias busquei inserir elas no setor do agronegócio, pois os recursos são inúmeros”, realça. Com o término do curso Diego pretende continuar atuando no agronegócio empregando conhecimentos que adquiriu visando, cada vez mais, contribuir para inovar o setor, em busca sempre de melhores resultados.

PRESENÇA FEMININA

Carolina Rolhing também está entre os formandos e lembra que o curso surgiu como uma oportunidade excelente para o que ela buscava. Após concluir o ensino médio decidiu que ficaria auxiliando os pais na atividade agropecuária. “Ouvi falar sobre o curso e me inscrevi para aprimorar meus conhecimentos principalmente na área de gestão de negócios”, relata. Para a jovem, as aulas, o contato com as pessoas e a troca de experiências foram ótimas. “Também aprendi muita coisa com os meus colegas que são produtores ou estão ligados ao meio rural. Isso não tem preço”, afirma.

Com relação ao projeto de conclusão de curso, Carolina pretende implementar futuramente na propriedade da família. “Consiste em um plano de negócios para a comercialização de adubo orgânico que é o resultado de um arranjo tecnológico no tratamento de dejetos suínos. A intenção é fazer desse plano uma segunda fonte de renda”, prevê.

Após a conclusão do curso a jovem conta que pretende colocar em prática muito do que aprendeu. “Aprimorar o que já temos funcionando e buscar sempre novos conhecimentos, tecnologias e formas de produção para sermos competitivos no mercado. Tudo isso por meio de uma boa gestão financeira, já que é algo que precisamos evoluir”, complementa.

FUTURO DO AGRO

O Sindicato Rural de Braço do Norte é parceiro na execução do curso. O presidente Edemar Della Giustina participou das bancas dos TCCs e ficou orgulhoso e emocionado com o que presenciou. “Cada dia que passa eu me sinto mais feliz em ver os resultados que o curso tem proporcionado. O Sistema FAESC/SENAR-SC está de parabéns por lutar pela nossa categoria e trazer para o município de Braço do Norte esse curso que é tudo que os produtores precisavam. Não temos palavra para agradecer e dizer o quanto isso representa para nós e para o futuro do setor em nosso município”.

O superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, explica que o curso tem como objetivo principal formar profissionais habilitados na aplicação dos procedimentos de gestão e de comercialização do agronegócio, visando os diferentes segmentos e cadeias produtivas da agropecuária brasileira. “Com essa formação técnica os profissionais tornam-se aptos a identificar, analisar e buscar melhorias para as principais potencialidades, limitações e desafios do setor. Além disso, têm a responsabilidade de planejar a gestão eficaz dos custos a fim de contribuir para a evolução da produção, da qualidade de vida e da renda das propriedades rurais catarinenses”.

Para o presidente do Sistema FAESC/SENAR-SC, José Zeferino Pedrozo, o curso também prepara os profissionais para identificar oportunidades e acompanhar planos e estratégias de marketing, visando a ampliação de mercados e o desenvolvimento de novos produtos e serviços, aproveitando todo o potencial das cadeias produtivas existentes no Estado. “Temos uma agricultura rica e diversificada no território catarinense. Nosso clima é favorável para a produção, a sanidade animal é de excelência e serve de exemplo para o restante do País e estamos entre os maiores produtores de aves e suínos do Brasil. Nós, do Sistema FAESC/SENAR-SC, nos sentimos lisonjeados em contribuir com a formação desses profissionais que serão responsáveis por aplicar processos e tecnologias e demonstrar cada vez mais a importância do setor para a economia”, finaliza.