SENAR-MT investe na formação sequencial para o campo

30/01/2017

O protagonismo do homem do campo para o desenvolvimento das atividades agropecuárias em Mato Grosso foi um dos principais focos de atuação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) em 2016. A formação do produtor, desde a infância até a idade adulta, foi consolidada pela instituição com o encadeamento de cinco programas voltados para faixas etárias específicas. Ao longo de todo o ano, foram atendidas mais de 120 mil pessoas por meio de todas as atividades realizadas pelo SENAR-MT.

Na linha de projeção dos programas, o mais novo criado foi o "Jovem Protagonista", elaborado para propiciar o engajamento em inovação no agronegócio a pessoas de 12 a 18 anos. Antes dele, crianças a partir dos 8 anos podem participar do “Filhos no Campo”, quando são introduzidas no universo da agropecuária para entender os processos mais básicos de produção. Após os 18 anos, os jovens são convidados a ingressar no "Futuro Produtores do Brasil", que propõe a ampliação do leque de possibilidades de trabalho no setor.

De 24 a 30 anos, com o programa "CNA Jovem", os empreendedores do agronegócio têm a chance de solucionar desafios das realidades regionais a serem apresentados em etapas locais e nacionais. E, a partir dos 30 anos, consolida-se o processo de formação do líder agropecuário por meio da Academia de Liderança, programa criado visando à defesa da classe do produtor rural e ao enfrentamento das adversidades do setor, bem como à ampliação da rede de representantes.

"Em 2016, tivemos alguns programas muito interessantes. Um deles, o Jovem Protagonista, foi criado para desenvolver, encorajar os jovens a inovarem no agronegócio. A gente tem trabalhado para construir esse modelo de progressão dos cursos, de linha de conhecimento das pessoas aqui no SENAR, para mostrar que podem sair especialistas seguindo uma carreira de cursos dentro da nossa instituição. É isso que temos preparado dentro do nosso novo planejamento, trazer soluções integradas para os nossos clientes", esclareceu o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio.

Formação Profissional - Atuação prioritária da instituição, os cursos de qualificação, treinamentos e capacitações voltados para 15 cadeias produtivas ocorreram em 3.911 eventos de formação profissional rural ao longo de 2016, para um público de 55.745 inscritos, completando mais de 128 mil horas de execução. Destaques nessas formações são aqueles focados em maquinário, implementos agrícolas e Normas Regulamentadoras (NR). Esta área, junto da assistência técnica, totalizaram um investimento de aproximadamente R$ 36 milhões no ano passado.

Outras novidades de 2016 foram os 20 treinamentos inéditos no portfólio, dentre eles os de brigadista, gestão de propriedades rurais, operação de veículo aéreo não-tripulado (drone) e a Semana Interna de Prevenção ao Acidente de Trabalho (Sipat). "Também tivemos o lançamento do "Boas Práticas Agropecuárias", muito interessante para oferecer assistência técnica com treinamento, que é o que a gente realmente acredita que seja o futuro no modelo de educação do Senar em Mato Grosso", acrescentou Celidonio, destacando os mais de 250 cursos ofertados pela entidade no Estado de forma gratuita.

A quantidade de eventos realizados pelo SENAR-MT no ano passado superou os 4,7 mil entre promoção social e formação profissional rural, atingindo o número recorde de atendidos (120 mil). A expectativa neste ano é ter um resultado ainda maior em virtude do bom momento agropecuário de Mato Grosso, que deve ter uma safra recorde neste ano.

"Em 2017, a gente acredita que deve, mais uma vez, superar os números, ultrapassar o número de treinamentos e pessoas atingidas. Acreditamos que este será um ano bom para agropecuária, quando vamos produzir mais soja, mais milhos, mais algodão, mais carne. Tenho certeza de que estamos no caminho para construção da educação para o campo no nosso Estado. A gente já tem mais de 5 mil eventos planejados e teremos, acredito, muito mais demanda, devendo chegar a 6 mil eventos até o final de 2017". A previsão de investimento em treinamentos e assistência técnica para o ano é de R$ 44 milhões, cerca de 23% superior ao de 2016.

Neste mês, em conjunto com os Sindicatos Rurais, já são 208 ações educacionais do SENAR-MT em 65 municípios. Para fevereiro, estão programadas 357 ações e, para março, 478. "O segredo para essa ampliação é o avanço junto dos Sindicatos Rurais e das freiras agropecuárias, para as quais temos levado uma série de vitrines, oficinas e programas especiais que dão uma formação inicial e atraem o público para cursos mais complexos depois. Assim, fica muito mais interessante apresentar nossos produtos", finalizou o superintendente.

Assessoria de Comunicação Sistema Famato/ SENAR-MT
www.sistemafamato.org.br