Cafeicultura é um dos diferenciais da regional de Juína (MT)

07/07/2016

Formada pelos municípios de Juína, Rondolândia, Aripuanã, Castanheira, Colniza, Cotriguaçu e Juruena, a regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) de Juína tem uma economia bem diversificada. O cultivo do café no município de Colniza é um dos diferenciais da região. Em 2015, foram colhidas mais de 80 mil sacas de café entre os meses de março e junho. Em função de esta cadeia produtiva estar em expansão na região, a expectativa é que para 2017 aumente a demanda para os treinamentos que formam mão de obra para atuar com café.

Além da cafeicultura, a região também tem soja, milho, pecuária de corte e de leite e outras cadeias produtivas que começam a ser implantadas. A demanda por treinamentos junto à instituição de ensino é grande. E para atender o trabalhador que atua no campo, os Sindicatos Rurais da Regional de Juína têm pleiteado junto ao SENAR-MT a construção de Núcleos Avançados de Capacitação (NAC).

A entidade de ensino rural, em parceria com os Sindicatos Rurais, deve inaugurar, até o fim do ano, pelo menos mais 15 Núcleos em todo o estado. De acordo com o presidente do Sistema FAMATO/SENAR, Rui Prado, o objetivo desses espaços é o de capacitar o homem que vive na cidade para ocupar postos de trabalho abertos no campo. "É uma estrutura simples, mas confortável e que proporciona melhores condições de qualificação e capacitação para o nosso trabalhador rural", enfatiza.

Os primeiros seis meses de 2016 foram bem movimentados para a regional de Juína. Além da inauguração do Núcleo Avançado de Capacitação de Cotriguaçu, o Sindicato Rural também realizou várias turmas do Programa Negócio Certo Rural, que tem como objetivo contribuir para melhoria da gestão da propriedade rural por meio da capacitação, tendo como foco principal o empreendedorismo visando o fortalecimento do agronegócio.

Dos sete municípios que formam a regional de Juína, seis terão treinamentos do SENAR-MT em julho. Ao todo serão realizadas 42 ações educacionais. Este mês, o Sindicato Rural de Aripuanã investiu na realização de seis turmas de Inclusão Digital. Serão mais de 100 pessoas que irão ter noções básicas de informática e aprenderão a navegar na internet.

Em Castanheira, o SENAR-MT realizará oito ações educacionais. Além das oficinas de beneficiamento de hambúrguer, a população também pode participar da oficina de conservação de pescado e várias na área de artesanato.Também haverá treinamento de piscicultura no município neste mês de julho.

Cotriguaçu é outro município da regional que está bem movimentado este mês. Ao todo serão oito treinamentos. Dentre eles, está prevista a realização de doma racional de equinos, inseminação artificial em bovinos e pelo menos três treinamentos de produção de derivados de leite e queijo.

REESTRUTURAÇÃO - Com objetivo de organizar suas ações em Mato Grosso, o SENAR-MT implantou 11 escritórios regionais, entre eles está o de Juína, que abrange Rondolândia, Aripuanã, Castanheira, Colniza, Cotriguaçu, Juína e Juruena. “O ano de 2015 foi bastante proveitoso. Passamos pela reestruturação, estreitamos as relações com os Sindicatos Rurais, realizamos bastante treinamentos e temos boas expectativas para 2016”, informa o supervisor da regional, Germano Nogueira.

Assessoria de Comunicação do SENAR-MT
www.sistemafamato.org.br