Alunos do Curso Técnico em Agronegócio vistam empresas rurais em São Ludgero

15/06/2018

Além de oportunizar o conhecimento teórico acerca de temas relevantes para o desenvolvimento do setor primário em Santa Catarina, o Curso Técnico em Agronegócio da rede e-Tec, desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), oferece visitas de campo a empresas rurais. Recentemente alunos do polo presencial de São José conheceram duas propriedades rurais situadas no município de São Ludgero.

A primeira visita foi realizada na granja leiteira dos irmãos Vanildo e Edilsom Heidemann. Os alunos conheceram o sistema Compost Barn, além de equipamentos modernos e tecnologias inovadoras. A segunda empresa visitada foi a granja de suínos de Carlos Holbold e Edenilde Della Giustina que trabalham com ciclo completo de criação dos animais. Os alunos presenciaram todas as fases de criação e manejo dos suínos, além de estruturas como laboratório de reprodução e técnica de inseminação artificial.

“As visitas de campo tiveram como objetivo apresentar aos alunos técnicas de manejo dos bovinos leiteiros, bem como dos suínos, as instalações dos estabelecimentos e o sistema de gestão aplicado. Desta maneira, é possível estimular o desenvolvimento de habilidades práticas uma vez que eles conseguem visualizar como é feito o trabalho em diferentes empresas rurais”, explicou a coordenadora do curso em Santa Catarina, Katia Zanela.

Os assuntos abordados integram a grade curricular da disciplina de Técnicas de Produção Animal, ministradas pela tutora presencial e médica veterinária, Thalyta Marcílio. Segundo ela, oportunidades como essa são essenciais para a formação dos alunos, pois complementam os conhecimentos teóricos, além de aproximar os futuros técnicos da realidade da agricultura e pecuária catarinense.

O presidente do Sindicato Rural de Braço do Norte Edemar Della Giustina foi o responsável pela articulação das visitas e também acompanhou os alunos. “É fundamental que esses jovens vejam as diferentes possibilidades que o agronegócio oferece. Muitas são as mudanças e os avanços tecnológicos que presenciamos no dia a dia das propriedades rurais. É através das mãos deles que a sucessão familiar será possível e que poderemos fortalecer e expandir ainda mais esse setor que é tão importante para a economia do Estado e do País”, observou.

Matheus Oldenburg está no último ano da graduação em Agronomia e na segunda fase do Cursto Técnico em Agronegócio. A experiência prática adquirida no curso, segundo o jovem, é algo incomparável. “Está complementando minha graduação de forma contundente, ampliando meu conhecimento e contribuindo para minha formação. As visitas de campo nos mostram a realidade e as necessidades dos produtores rurais. Infelizmente eles são esquecidos em dados momentos e, nessa hora, nos deparamos com a responsabilidade que temos nas mãos de ajudar nas atividades e auxiliar na construção de um olhar técnico”, relatou.

De acordo com Matheus, em São Ludgero a surpresa foi grande, em ver que os agricultores têm fácil acesso aos programas de financiamento e o quão evoluídas são as propriedades. “Esse é um exemplo a ser seguido, contribuindo sempre para o crescimento do agricultor e do agronegócio”, complementou.

FORMAÇÃO DE QUALIDADE

O Curso Técnico em Agronegócio da rede e-Tec conta, atualmente, com 10 polos de apoio presencial em Santa Catarina. São 490 alunos participando do curso e 209 que já foram formados no Estado. As aulas são de nível técnico e possuem carga horária 80% a distância e 20% presenciais, as quais incluem as visitas de campo. Para o superintendente do SENAR/SC Gilmar Antônio Zanluchi é uma imensa satisfação contribuir para que o setor seja cada vez mais qualificado e valorizado no território catarinense. “Os profissionais auxiliarão nos desafios inerentes às cadeias produtivas contribuindo para o aumento da produção, melhoria da qualidade de vida e da renda dos produtores rurais catarinenses”, destacou.

De acordo com o presidente do Sistema FAESC/SENAR-SC, José Zeferino Pedrozo, a agricultura é a locomotiva do País. “É através das mãos de milhares de produtores rurais que o alimento chega à mesa dos brasileiros. Além disso, os produtos produzidos aqui são referência de sanidade para o mundo e alcançam exigentes mercados internacionais demonstrando a referência de Santa Catarina”.

Assessoria de Comunicação Senar Santa Catarina